Disciplinar

trechos extraídos de: O papa, os jovens e as “doenças mentais”

Queridos educadores, para que a disciplina adquira o selo da liberdade é necessário um docente que saiba ler a inquietação como linguagem, desde a busca que implica em movimento físico, o de nunca ficar quieto, passando pelo permanente perguntar, até a do adolescente que tudo questiona e replica, inquieto por outra resposta.
Cardeal Jorge Mario Bergoglio,  Arcebispo de Buenos Aires, em ‘Mensaje a las comunidades educativas’, 23 de abril de 2008.

O disciplinar é um meio, um remédio necessário ao serviço da educação integral, porém não pode se converter em uma mutilação do desejo, assim como o entende Santo Agostinho, não como tendência à posse, senão como o que “ocupa espaço”. O desejo se contrapõe à necessidade. Esta cessa ao ser culminada a carência o desejo – ao contrário – é presença de um bem positivo e sempre se acrescenta, se instrumentaliza, põe em movimento a “mais”. O desejo da verdade procede “de encontro em encontro”, o disciplinar não deve cortar as asas da imaginação, da fantasia saudável ou da criatividade. Estabeleço um problema: como integrar disciplina com inquietação interior? Como fazer para que a disciplina seja limite construtivo do caminho que uma criança tem que empreender e não um muro que a anule ou uma dimensão da educação que a castre? Queremos crianças “quietas” pode dizer um educador behaviorista… mas eu os quero inquietos em sua ânsia, em suas propostas, responderá um humanista. Uma criança “inquieta” neste último sentido é uma criança sensível aos estímulos do mundo e da sociedade, uma criança que se abre às crises às quais a vida a vai submetendo, uma que se rebela contra os limites mas, por outro lado, os reclama e os aceita (não sem dor) se são justos. Uma (criança) não conformista com os clichês culturais que a sociedade mundana lhe propõe, uma criança que quer aprender a discutir… e assim poderíamos continuar (4).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s